Occvlt

Formas-pensamento: bênção ou maldição?



“Toda bênção ignorada se torna uma maldição”

Paulo Coelho

A mente humana é extremamente poderosa. Tão poderosa que estudiosos das artes ocultas falam sobre um fenômeno chamado “forma-pensamento” ou “forma mental”. O que isso quer dizer?

Basicamente, uma forma-pensamento é quando um pensamento toma forma no plano astral, o que pode posteriormente ser usado em rituais mágicos para fazer com que o pensamento possa se manifestar no plano material também. Na verdade, é bem mais complexo que isso, mas eu também não sou nenhuma ocultista super estudada para conseguir explicar direito o que é uma forma-pensamento, então vamos seguir com esta definição simplista, sim?

Dizem os ocultistas e espiritualistas que estas formas-pensamento são facilmente formadas, mas precisam ser alimentadas para que continuem existindo. Por isso, se criamos uma forma-pensamento com algum objetivo no mundo material, por exemplo, precisamos alimentá-la frequentemente para que ela possa se manifestar neste plano. Caso contrário, a forma-pensamento se desfaz. Contudo, grande parte dos ocultistas e espiritualistas irão dizer que você não pode consumir coisas relacionadas a certos assuntos, pois você irá, de forma involuntária, criar formas-pensamento negativas que irão atrair espíritos e entidades mal intencionadas; como se fosse uma sujeira astral que convidasse a entrada de animais “sujos”, como baratas.

Eu cresci a minha vida inteira ouvindo isso. Ouvindo que não deveria me vestir só de preto, porque preto é uma cor negativa, que acaba influenciando pensamentos e criando essas formas-pensamento negativas e atraindo coisas ruins. Também não podia ouvir música pesada, com gritos, que falassem sobre dor, sobre sentimentos de revolta, sobre o ódio, sobre a tristeza, sobre os aspectos “negativos” da emoção humana, pois estaria criando essas formas-pensamento e atraindo coisas ruins. Além disso, toda vez que eu me sentisse triste, ou com raiva, ou com qualquer sentimento desagradável que fosse, eu precisava reprimir este sentimento para que ele não pudesse acabar criando formas-pensamento negativas que, novamente, viriam a atrair coisas negativas.

Quem lê este blog sabe que eu tenho um interesse bem grande pela temática da morte, e gosto de usar quase que exclusivamente o preto (e inclusive me sinto mal se estiver vestindo outras cores), e acredito que a melhor maneira de lidar com os sentimentos negativos é deixando-os existir, permitindo sua expressão, para enfim conseguir regular-se emocionalmente. Ou seja, eu sou uma pessoa que deveria viver rodeada de formas-pensamento lixo e diversos espíritos mal intencionados ao meu redor, seguindo esta lógica que ouço desde que me entendo por gente.

Então por que a minha vida não é uma desgraça?

Alguém consegue me explicar?

Por que, se eu crio tanta coisa ruim com os meus sentimentos negativos, com a minha autoestima baixa, com as minhas crises depressivas (que eu não controlo pois, bem, eu tenho um transtorno mental do qual não tenho controle algum), por que diabos a minha vida é ok? Por que eu consigo levar uma vida? Por que eu não acordo de noite com 5 demônios puxando o meu pé?

E a resposta está em: criar e manter formas-pensamento não é tão fácil assim. E os mesmos ocultistas e espiritualistas que falam que você cria essas formas pensamento a todo instante vão te falar exatamente isso; que criar e manter essas formas mentais requer uma grande quantidade de concentração e canalização de energias. Em suma, uma pessoa comum, não treinada nas artes ocultas, deveria ter bastante dificuldade em criar formas-pensamento.

As formas-pensamento só podem ser criadas quando há uma grande quantidade de energia sendo investida em sua criação. Ou seja, sentir um pouco de raiva por causa dos infortúnios do dia-a-dia não é o suficiente para criar e manter essas formas mentais. Da mesma forma, simplesmente escutar músicas com letras agressivas não é o suficiente para deslocar uma grande quantidade de energia psíquica para criar tais formas-pensamento negativas e atrativas para entidades mal intencionadas. Assistir vídeos sobre true crime ou pesquisar sobre serial killers não é o suficiente para criar formas-pensamento referentes à morte que podem atrair espíritos ou sugestionar pensamentos assassinos.

Tudo isso vai depender de quanta energia você de fato desloca para a criação destas formas-pensamento. Lembra que é necessário muita concentração e energia para criá-las e mantê-las, e que além disso é necessário alimentá-las? Pois bem.

Não quero dizer que nós nunca criamos formas-pensamento de forma inconsciente. Pelo contrário, como estudante de psicologia, eu sei que a nossa mente consegue deslocar muita energia para certas coisas inconscientes, que acabam alimentando certos complexos que temos. Sendo assim, acredito que é sim super possível acabarmos criando formas-pensamento negativas de forma inconsciente. Contudo, isso ocorre quando negamos a nossa sombra, quando ruminamos mágoas, quando permitimos que nossos sentimentos negativos tomem conta de nós. Ou seja, não é por eu sentir raiva por alguém ter me xingado que eu crio uma forma-pensamento negativa, mas eu posso sim criá-la de forma inconsciente a partir do momento em que eu pego essa raiva e a alimento de alguma forma, seja guardando rancor da pessoa, planejando uma vingança ou coisas do tipo, pois este tipo de coisa acaba, sim, deslocando muita energia psíquica.

Eu sentir uma emoção negativa e ouvir uma música triste ou agressiva, por exemplo, pode me ajudar na regulação emocional, permitindo que eu manifeste este sentimento de uma forma saudável, ao invés de reprimi-lo ou guardá-lo e remoê-lo com frequência. Ou seja, consumir uma mídia que supostamente cria formas-pensamento negativas na realidade acaba por impedir que eu more neste sentimento ruim e acabe criando a tal forma-pensamento.

Os vídeos de true crime que assisto não me deixam com vontade de matar alguém. Pelo contrário, me deixam cada dia mais perplexa ao pensar que o ser humano é extremamente complexo e capaz de muitas coisas, e a minha simpatia para com as vítimas na realidade alimentam sentimentos nobres como o amor, a empatia, a gratidão, a gentileza, entre outros. Ou seja, acaba tendo um efeito completamente contrário do que me disseram a minha vida inteira.

Então, se criar e manter uma forma-pensamento é algo tão complicado assim, por que passei a minha vida inteira ouvindo que não podia isso ou aquilo para evitar atrair coisas ruins? Bem, é simples: trata-se da moralização da espiritualidade, ou até mesmo uma cristianização do pensamento ocultista.

A religião cristã tem uma questão moral muito forte, na qual sentimentos negativos são imorais, a sexualidade é imoral em diversos aspectos, o dinheiro é imoral, entre outros. Contudo, na realidade, absolutamente tudo isso é neutro. Possuem suas vantagens e desvantagens, e cabe ao indivíduo expressar de qual lado da balança ele está. As coisas não são objetivamente ruins ou boas, elas apenas são — o mago/ocultista/indivíduo é que atribui um juízo de valor.

Se não fosse assim, qualquer pessoa que lida com o crime (criminosos, mas também os policiais, cientistas forenses, entre outros) ou com a morte (coveiros, médicos legistas, mas também médicos cirurgiões, plantonistas, enfermeiros etc.) teriam suas vidas completamente arrasadas, por estarem cercados de acontecimentos ruins e sentimentos negativos que criariam uma quantidade enorme de “lixo astral”. E nós sabemos que não é assim que a banda toca.

Onde eu quero chegar com este texto é: ocultistas, espiritualistas e demais estudiosos dessas questões, decidam-se. Ou criar e manter formas mentais é uma coisa tão fácil e simples que elas podem surgir a partir de qualquer sentimento ou pensamento que temos (que traz uma lógica punitiva cristã), ou criar e sustentar formas mentais requer tanta energia que apenas mentes treinadas com muitos exercícios de visualização e deslocamento de energia para este fim podem conseguir. Os dois não dá.

2 respostas em “Formas-pensamento: bênção ou maldição?”

Érica santos disse:

Eu não sou de acreditar muito nessas coisas, principalmente em cor de roupas e tal, acredito que quando você é negativa é simplesmente pq vc quer ser assim, conheço pessoas que se vestem ou são completamente alegres, mas vivem com Seus demônios a flor da pele. Ótimo conteúdo.

silvioafonso disse:

Zygmunt Bauman fala muito a respeito. Vou te mandar um vídeo para que saiba o que ele diz a respeito.
Um beijo para você e bom dia.
https://youtu.be/3boQ4hB6aXU

Deixe uma resposta para silvioafonso Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem escreve

Masha, 26. Uma das coisas que mais amo nessa vida é escrever, motivo pelo qual não consigo simplesmente viver sem um blog.

Curitiba - PR

Instagram

Me paga um café?

Buy Me a Coffee at ko-fi.com

Participo