× Home Autora Sobre Blogroll

Tag de Halloween atrasada

8 de novembro de 2021 — Memes & tags

Esse negócio de prazos nunca foi meu forte (e hoje eu finalmente entendo o porquê, fiquem atentes porque vem post sobre isso aí). Porém, como aqui o negócio é spooky all year round, eu resolvi que ia postar essa Tag de Halloween em novembro, sim! Obrigada Shana pela indicação.

Sem mais delongas, vamos à tag:

1. O que você não gostaria de encontrar a noite em uma floresta?

Um animal faminto prontinho para papar carne humana. Confesso que fiquei com um pouco de vontade de imitar a resposta da Shana, mas acho que teria mais chances de me defender e sobreviver caso topasse com um homem cis do que se eu topasse com, sei lá, um bicho feroz. Mas concordo em relação às criaturas sobrenaturais: provavelmente faria amizade ou, se não, as deixaria me possuir e me utilizar como agente do caos com prazer, risos.

2. Qual o seu monstro ou vilão favorito?

Meus vilões favoritos são humanos, então é difícil pra mim responder essa pergunta. Porém, se tivesse que ser algo sobrenatural, seria provavelmente um poltergeist ou um demônio. Talvez por ser criada em lar espírita, tem algo na mera existência de espíritos que não me assusta tanto. Não que eu não tenha medo, é claro que tenho. Mas o medo que tenho de um espírito é o mesmo medo que tenho de pessoas vivas. Agora um poltergeist ou um demônio são outros quinhentos, não?

3. Qual foi a coisa mais assustadora que já aconteceu quando você estava sozinha?

Paralisias do sono. Quando era adolescente, tinha disso com bastante frequência. Atualmente, é bem mais raro. Para quem não sabe, paralisias do sono são um fenômeno no qual você acorda e retoma consciência, mas seu corpo meio que continua dormindo, então você continua naquele estado paralítico que o corpo entra durante certos estágios do sono. O problema é que, frequentemente, esse fenômeno vem acompanhado de alucinações, então não é raro você sentir uma “presença indesejada”, ouvir sons, sentir coisas…

Uma das minhas paralisias mais assustadoras foi numa noite em que eu estava dormindo de bruços (prática que aumenta as chances de paralisia, aliás) e acordei. Naquele momento, ouvi alguma coisa no chão do meu quarto. Já estava paralisada, óbvio, mas se não estivesse, provavelmente paralisaria de medo. Não conseguia nem mesmo mexer o pescoço para tentar olhar o que era. De repente, a criatura pulou em mim. Eu senti as garras da criatura agarrando minhas pernas, se movendo rapidamente subindo pelo meu corpo, até que ela chegou na área do tronco e desapareceu. Neste momento, a paralisia acabou.

Como eu já estava acostumada a ter esse tipo de distúrbio do sono, logo percebi o que tinha acontecido. Mas fico me perguntando se essa fosse minha primeira vez tendo paralisia do sono… Eu provavelmente iria a um terreiro pedir pra Exu limpar minha casa, risos.

4. Se te desafiarem a dormir numa casa mal assombrada, você toparia?

Tecnicamente já aconteceu, então acho que toparia sim. Mas ficaria igual o Ryan Bergara de Buzzfeed Unsolved: sem pregar os olhos. A vez que isso aconteceu foi exatamente assim. Isso porque casas “mal assombradas” tem uma energia bem pesada e quem é mais sensitivo simplesmente não consegue relaxar nesse tipo de lugar.

Quando aconteceu comigo, era uma viagem de fim de ano, minha família e a família da minha amiga de infância alugaram uma casa no litoral do Paraná para passarmos a virada do ano novo na praia. Chegando lá, já senti uma coisa meio esquisita, mas não liguei. De noite, o negócio ficou tenso. Exatamente em cima do beliche que eu estava dormindo, tinha um ponto específico na parede que me dava calafrios só de chegar perto. No segundo dia, eu simplesmente não aguentava ficar naquela casa.

Durante os momentos que eu minha amiga não estávamos na praia, ficávamos na varanda da casa ou dentro do carro na garagem, porque simplesmente não suportávamos a sensação de ficar dentro daquele lugar. Tinha alguma coisa que simplesmente sugava completamente as nossas energias. Não foi algo que tentou nos machucar nem nada, mas era uma sensação de peso e de exaustão constante dentro daquele imóvel.

No último dia, quando estávamos arrumando as coisas para voltar para Curitiba, comentei com a minha mãe que estava me sentindo mal. Eu não tinha contado para ela que sentia aquela presença sufocante. Ela só respondeu “Eu sei, filha, tem alguma coisa aqui”.

5. Você é supersticiosa?

Acredito que não? Não costumo ter nenhum tipo de ritual ou objeto de boa sorte nem nada assim. A única “superstição” que acredito é que quando eu bebo, o santo vem e cobra que eu esqueci de oferecer para ele porque toda vez eu me babo e derrubo um pouco no chão. As vezes que lembrei de oferecer um pouco antes de começar a beber, não aconteceu isso.

6. Você acredita em universos paralelos?

Pior que sim, e não sei explicar o porquê. Acredito em reecarnação e acredito em outros planos além do plano material, mas de certa forma também acredito em universos inteiros diferentes do nosso. Um dia li em algum lugar que nosso objetivo como seres humanos é evoluir espiritualmente, nos tornarmos deuses de criar nossos próprios universos também. Sei lá da onde tirei isso, mas sempre gostei dessa ideia. Não sei se acredito piamente nela, mas acho bacana.

7. Você se assusta facilmente?

Sim, qualquer coisinha me assusta. Por isso mesmo odeio filmes de terror com jumpscare e agradeço muito os filmes clássicos que não abusam desse recurso, bem como essa nova onda de filmes que não se pautam em sustos para conseguir bilheteria.

8. Você iria a um cemitério a noite?

Não, mas não por causa dos mortos. É dos vivos que eu tenho medo. Vai saber que tipo de gente você encontra num cemitério à noite. (Aliás, acabei de lembrar que fui uma vez, com meu irmão e um amigo dele. É, definitivamente não gostaria de nos encontrar num cemitério à noite).

9. Você prefere ir em uma festa de Halloween vestida de monstro ou uma festa a fantasia vestida bonitinha?

Eu ia amar me fantasiar de monstro, mas sinceramente é tanto empenho que sempre apelo pro clássico “bruxinha improvisada”. Inclusive fiz isso esse ano numa mini festinha com uns amigos e meu namorado:

10. Em um filme de terror você é a menina que morre primeiro, a sobrevivente ou a assassina?

Gostaria muito de ser a assassina, mas certamente seria a que morre primeiro. Além de burra, eu sou suicida.

11. Com quantos anos você assistiu seu primeiro filme de terror?

Caraca, como que eu vou lembrar disso? Pelo menos eu acho que lembro que foi O Chamado, aquele remake americano horrível. Tentei ver o original, e acho que cheguei a ver até o final, mas não consigo lembrar de nada. Fica aí na lista pra eu reassistir.

12. Qual foi a primeira fantasia de Halloween que você usou na vida?

Eu não lembrooooo. Minha memória é um lixo, sorry.

13. Se você pudesse ter um animal de estimação de Halloween qual seria: um gato preto, uma coruja, um morcego ou um lobo?

Tem duas coisas nessa pergunta que me deixam intrigada. A primeira é: o cachorro é a versão “animal de estimação” do lobo, então não faz sentido, para mim, este animal estar na lista. Em segundo lugar: por que não tem rato? Rato faz muito mais sentido que lobo! [insira aqui urros de surto]

E, para quem não sabe, eu tenho ratos. Duas ratazanas que são o motivo do meu coração ficar quentinho diariamente, apesar de elas roerem tudo, risos.

A tag termina por aqui e acho que está meio tarde para indicar alguém, então fica sem indicações. Mas se por acaso alguém quiser fazer ano que vem, podem ficar a vontade! Agradeço a quem leu até aqui, beijinhos. ♡


3 respostas em “Tag de Halloween atrasada”

Claudia Hi disse:

haha adorei suas respostas. E eu também não iria no cemitério por causa dos vivos. Com certeza teria alguém pra me assustar :/

Aww que saudades de me fantasiar pro Halloween. Sua make ficou linda Masha! Espero que ano que vem a gente consiga se fantasiar e aproveitar este dia.

Olá Masha!

Gostaria de ter visto essa tag antes, com certeza a teria feito em outubro. huahuahuahuahua
Já tive muita paralisia do sono, porém nas vezes em que tive senti foi algo espiritual comigo. Eu sou espirita (kardecista) e também como você acredito em outros mundos mais evoluídos do que o nosso e em reencarnação. Dentro da Doutrina Espirita aprendemos que estamos em Terra para podermos evoluir espiritualmente, por isso devemos aprender com o que vem de bom e ruim para nós, porque assim estaremos desenvolvendo a nossa sabedoria espiritual e consequentemente evoluir para que nosso espirito alcance um mundo mais evoluído, 🙂

Até mais!

Karolini Barbara
@karolinibarbara_

Váh disse:

Muitooo legal essa TAG, eu adorooo Halloween ♥
Nossa ter paralisia do sono deve ser horrível, ainda bem que você não tem mais isso.
Amei sua fantasia de bruxinha improvisada, vocês dois ficaram bem legais! 🙂

https://www.heyimwiththeband.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *